13-15 de dezembro de 2018 – III Encontro dos Investidores da Diáspora

De 13 a 15 de dezembro de 2018 realiza-se, em Penafiel, o “III Encontro dos Investidores da Diáspora”. Por ser do interesse dos agentes económicos portugueses e luso-descendentes bem como das associações empresariais  o conhecimento desta iniciativa, junta-se carta-convite do Senhor Secretário Estado das Comunidades Portuguesas, Dr. José Luis Carneiro. Carta.Penafiel.

Mais informação relativa ao tema poderá ser consultada no Portal das Comunidades do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

 

Acesso dos emigrantes ao ensino superior em Portugal

No sentido de promover o conhecimento e a internacionalização dos sistemas de CTES, o Governo português lançou a iniciativa Estudar e Investigar em Portugal / Study & Research in Portugal, compreendendo uma plataforma de divulgação das instituições, projetos e atividades relacionadas com o ensino superior, a ciência e a tecnologia nacionais.Para além da recomendação de consulta do portal Study & Research in Portugal, disponibilizando informação simplificada sobre o ensino superior (funcionamento, cursos, instituições, acesso e apoios), garantindo as condições adequadas para que as escolhas possam ser feitas de forma informada e consciente, enviamos, em anexo:
• Folheto informativo sobre o contingente especial para candidatos emigrantes portugueses e familiares que com eles residam, dirigido às famílias, jovens, familiares de funcionários em serviço no estrangeiro em missões do Estado e associações e comunidades portuguesas na diáspora, visando informar sobre as oportunidades de acesso ao ensino superior em Portugal;

• Desdobrável “Estudar mais é preciso – 10 razões”, dirigido aos jovens, famílias, professores, escolas e empresas, com o propósito de informar e evidenciar os benefícios da formação superior:

 emigrante

 Um dos objetivos inscritos no plano de promoção da iniciativa Estudar e Investigar em Portugal dirige-se especificamente às comunidades portuguesas no estrangeiro, dando a conhecer o que representa hoje o sistema de ensino superior e de ciência e tecnologia em Portugal, constituindo alternativa e oportunidade para estudar ou investigar, investir e promover mais conhecimento, gerando contextos de inovação de referência internacional.

Leia também carta de S.E. a Secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e S.E. o Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas: carta.emigrante

Consulte Portal continuaaestudar.pt, que acolherá informação relevante sobre as condições de acesso e frequência do ensino superior;

Iº Encontro Intercalar de Investidores da Diáspora (Açores, 6-7 julho 2018)

Por iniciativa conjunta dos Senhores Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas e do Secretário Regional Adjunto da Presidência do Governo Regional dos Açores para as Relações Externas, realizar-se-á, na cidade da Praia da Vitória, Ilha da Terceira, Açores, o 1.º Encontro Intercalar dos Investidores da Diáspora.

O evento, organizado pelo Gabinete de Apoio ao Investidor da Diáspora, em parceria com o Governo Regional dos Açores, com colaboração da Câmara Municipal da Praia da Vitória e da Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores, é dirigido a investidores, empresários e empreendedores da Diáspora Portuguesa no Mundo.

As últimas inscrições ainda estão a ser aceites, até o dia 30 de Junho de 2018, e deverão ser enviadas para o endereço de correio eletrónico gaid@mne.gov.pt .

Informação sobre o evento pode ser consultada aqui e aqui .

 

Programa IFFRU 2020

O Instrumento Financeiro para a Reabilitação e Revitalização Urbana (IFRRU 2020) é o maior programa de incentivo de apoio à reabilitação urbana lançado em Portugal, com cerca de 1.400 milhões de euros de financiamento disponíveis para apoiar a reabilitação integral de edifícios com idade igual ou superior a 30 anos ou, em caso de idade inferior, que estejam em mau estado de conservação, situados em Áreas de Reabilitação Urbana (ARU) de todos os centros urbanos do país (incluindo regiões autónomas).

Através deste instrumento financeiro, são concedidos empréstimos com melhores condições do que as oferecidas pelo mercado, nomeadamente com maturidades até 20 anos, períodos de carência que acompanham a realização do investimento (mais 6 meses) até um máximo de 4 anos, e taxas de juro muito abaixo (cerca de metade) das praticadas no mercado, pois cerca de metade do valor do empréstimo é concedido com recursos públicos, com custo próximo do zero. Os empréstimos estão disponíveis aos balcões de bancos selecionados por concurso público. Os imóveis a reabilitar poderão destinar-se a qualquer uso, designadamente atividade económicas ou habitação (própria, para venda, para arrendamento, segunda habitação, etc.).

O período de apresentação de candidaturas é em contínuo e o processo, muito simples, consiste em reunir o parecer do Município, o certificado energético do imóvel e fazer o pedido de financiamento junto de um dos bancos selecionados.

Para atestar a localização e idade do imóvel, bem como indicar os benefícios fiscais que podem estar associados ao investimento, cada Município tem um ponto focal específico para o IFRRU 2020 que emite parecer  e acompanha ainda o processo de licenciamento urbanístico no sentido de o agilizar.

Mais informações aqui.

Limpeza das florestas

Na sequência dos trágicos incêndios ocorridos em Portugal em junho e outubro do ano passado,  foi publicada, no Diário da República n.º 158/2017, Série I, de 2017-08-17, a Lei nº 76/2017, de 17 de agosto, que altera o Sistema Nacional de Defesa da Floresta contra Incêndios, procedendo à quinta alteração ao Decreto-Lei n.º 124/2006, de 28 de junho, e revogando o Decreto-Lei n.º 156/2004, de 30 de junho (texto acessível em https://dre.pt/web/guest/pesquisa/-/search/108010872/details/maximized).

No Portal do Governo encontra-se um conjunto de Perguntas e Respostas que constitui uma ferramenta de informação relevante para a correta aplicação da lei. Consulte o link: https://www.portugal.gov.pt/pt/gc21/comunicacao/noticia?i=campanha-de-limpeza-do-mato

Até ao dia 15 de março, os proprietários devem limpar os seus terrenos numa faixa de 50 metros à volta das casas e nos 100 metros à volta das aldeias.

O objetivo é o de aumentar a segurança das pessoas e bens.

 

Orçamento Participativo Portugal 2018

Foi aprovada em Conselho de Ministros uma Resolução para o Orçamento Participativo Portugal 2018 que, este ano, abrange todas as áreas de governação. O valor global do OPP 2018 são 5 milhões de Euros e em 2018 as pessoas podem apresentar propostas para o OPP através do site https://opp.gov.pt/, preenchendo um formulário muito simples no qual indicam as áreas de governação em que se inscreve a sua proposta. Todas as áreas de governo estão elencadas neste formulário OPP. Já se iniciou a fase de apresentação de propostas, que decorre até dia 24 de abril.

No site será encontrada uma área para apresentação de propostas em https://opp.gov.pt/submit, assim como outra onde vão sendo publicadas as propostas apresentadas até dia 24 de abril em https://opp.gov.pt/p

https://opp-verizon.azureedge.net/static/download/opp_cartaz_95x55.e3dfe43c90a3.pdf

 

OPP